Papo Reto Cariri - Opinião, Notícias e tudo que acontece sem arrodeios
Ex-prefeito do Crato e ex-secretária de saúde são denunciados pela justiça por improbidade administrativa
A ação do MP tambem envolve mais outros ex-secretários. O grupo que estava na administração do município em 2004 teria interrompido os serviços públicos “percebendo que não venceria as eleições”.
date_range25/08/2018 às 08:44

Além do ex-prefeito, três ex-secretários e um ex-chefe do Demutran foram acusados (Foto: divulgação/TJCE)

O ex-prefeito do Crato, Walter Peixoto, e ex-secretária de saúde foram denunciados pelo Ministério Público do Ceará (MP-CE) por improbidade administrativa. Na ação do MP-CE os acusados teriam feito interrupção dos serviços públicos na época em que estavam à frente do município, em 2004.

Além de Walter Peixoto, a ex-secretária Fernanda Maria Coelho também foi denunciada por interromper os serviços de saúde no município.

Segundo o site do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), que publicou a ação, “de acordo com a denúncia, ao final de 2014, o grupo político, percebendo que não venceria as eleições daquele ano, teria promovido a interrupção e a suspensão de diversos serviços públicos e criaram obstáculos para a transição da gestão municipal, caracterizando a hipótese de desmonte e incidindo na prática de atos de improbidade administrativa.”

A secretária de saúde da época, Fernanda Maria Coelho de Sá, foi condenada pelo MP por improbidade administrativa e teve os direitos políticos suspensos por cinco anos. Segundo a denúncia do Ministério Público, publicado no site do TJCE, ela autorizou a interrupção do atendimento nos postos de saúde do município e do transporte de equipes do Programa de Saúde da Família. “Teria, ainda, interrompido o transporte de doentes para tratamento fora do domicílio e suspendido parcialmente o fornecimento de próteses e órteses.”, diz o TJCE.

Na ação também foram denunciados também os ex-secretários Luciana Maria Brito Rodrigues (Educação), Jorge Luís Ishimaru (Infraestrutura), José Cleóstenes de Oliveira (Ação Social) e Maurilo de Oliveira Peixoto (ex-gerente do Demutran). O grupo, segundo o MP, teriam feito obstáculos para a transição da gestão municipal ao próximo prefeito.

Clique nesse link e saiba mais informações

Com informações do Tribunal de Justiça do Ceará


Karamelo Store
Sobre
Jornalista formado pela UFCA, radialista desde 2013 com passagens por emissoras de rádio de Caririaçu e Juazeiro do Norte. Na televisão, realizei produção jornalistica para Tv Verde Vale de Juazeiro do Norte. No site Miséria, atuei como redator e editor de Cultura. Repórter do Portal News Cariri. Também prestando serviço de Assessoria de imprensa para instituições privadas, artistas e parlamentares.