Papo Reto Cariri - Opinião, Notícias e tudo que acontece sem arrodeios
Orquestra Sinfônica da UFCA  surpreende com  “A morte do Vaqueiro” na França
date_range20/07/2018 às 00:13

A morte do vaqueiro é um ícone musical que dialoga bastante com nossas vidas e o cotidiano do sertão, destaca Hatus ( Foto:captura vídeo)

Festival Internacional de Orquestras de Jovens Eurochestries, segue até o próximo sábado 21 de julho.

Na última segunda-feira (16), a Orquestra Sanfônica da UFCA, apresentou seu vasto repertório em Branne – França. O concerto realizado na Église St. Étienne, contou com a presença de residentes e pessoas das comunidades vizinhas. O Festival Internacional de Orquestras de Jovens Eurochestries, segue até o próximo sábado 21 de julho.

Na apresentação regida pelo o Maestro Victor Hugo, a orquestra executou a música é “A morte do Vaqueiro”, do Rei do Baião (Luiz Gonzaga e Nelson Barbalho). O arranjo é do licenciado em música, Hatus Quemuel Neres G. Leite e traz elementos culturais do Nordeste, no qual cria um mix entre música nordestina e erudita.

SOBRE O ARRANJO

Perguntado sobre qual significado de propor o arranjo a uma das músicas sobre mais emblemáticas do Rei do Baião, Hatus revela que ficou receoso no iínio e classificou - A morte do vaqueiro é um ícone musical que dialoga bastante com nossas vidas e o cotidiano do sertão. O músico conta que buscou trabalhar o máximo de elementos da nossa cultura, atrelando a música erudita, de forma que pudesse se tornar algo atrativo, sem a perda da nossa idiossincrasia [característica], diz. 

O músico destaca a parceria do Maestro, Victor Hugo - "com o arranjo em mãos, encaminhei para o maestro Victor Hugo Almeida que trabalhou maravilhosamente a nossa identidade buscando a sonoridade dos instrumentos idiomáticos à estética musical nordestina”, finaliza.

A RECEPÇÃO DA MÚSICA BRASILEIRA

Licenciando em música pela universidade federal do cariri e com curso direcionado a área de composição na academia de música Gheorghe Dima, Cluj Napoca, Romênia, Hatus Quemuel falou sobre a experiencia que está vivendo durante o “Tá sendo sem precedentes, eles estão encantados com nossa cultura e com a nossa forma musical”, observa.

Segundo Hatus, a primeira reação dos jovens músicos e o público é de alegria, com as danças, e ao mesmo tempo, espanto com os ritmos e acentos.  "Logo surgem dúvidas sobre tais acentos e de como funcionam as harmonias. Ao tentar cantar conosco, nota-se um sorriso pela beleza das melodias. Além de aspectos musicais, nossa energia em tocar com eles tem feito bem a ambos os lados" Relata. Confira a parte da apresentação> https://youtu.be/EoJMIdPV_NQ

 


Karamelo Store
Sobre
Jornalista formado pela UFCA, radialista desde 2013 com passagens por emissoras de rádio de Caririaçu e Juazeiro do Norte. Na televisão, realizei produção jornalistica para Tv Verde Vale de Juazeiro do Norte. No site Miséria, atuei como redator e editor de Cultura. Repórter do Portal News Cariri. Também prestando serviço de Assessoria de imprensa para instituições privadas, artistas e parlamentares.